DISCRIMINAÇÃO ALÉLICA

teste Pesquisa De Mutação T790M No Gene EGFR

utilidade

A presença de mutações no gene EGFR está associada a uma resposta inicial dramática aos inibidores de tirosina quinase (ex. gefitinib ou erlotinib) em pacientes com tumores de pulmão, uma mutação secundária da treonina 790 (T790M) está associada a aproximadamente metade dos casos que adquirem resistência. Dessa forma, pesquisa tem por objetivo identificar esses pacientes que deixam de ser responsivos ao tratamento.

material requerido

Tecido fixado em formalina e incluído em parafina (bloco de parafina) com tumor representado. Cópia do relatório do patologista.

metodologia

O DNA obtido é amplificado com primers e sondas específicos para a mutação T790M do éxon 20 do gene EGFR para análise por discriminação alélica usando ensaios TaqMan® no equipamento de PCR em tempo real

transporte

Pelo correio em temperatura ambiente (20-25ºC).

prazo de entrega

7 dias úteis.